6 segredos para fazer uma excelente redação no ENEM

7 minutos para ler

Saber como fazer uma boa redação no Enem é fundamental para elevar a sua nota no exame e ficar mais perto dos seus sonhos. A avaliação é muito importante para ingressar no ensino superior, afinal, vemos que a maioria das faculdades aceita esse exame no lugar do próprio processo seletivo. Além disso, programas importantes como o SiSU, o ProUni e o FIES têm como um dos requisitos o Enem.

Ainda assim, essa parte da prova, para muitos, é complicada e trabalhosa, e gera tanta preocupação que o vestibulando acaba se atrapalhando todo. Isso pode até mesmo prejudicar outras partes da avaliação.

Mas, a verdade é que se trata de um trabalho de técnica e que, conhecendo alguns métodos eficientes, pode se tornar muito mais fácil de fazer e até mesmo prazeroso. Observando determinados pontos na hora de estudar, você consegue melhorar muito o seu desempenho.

Quer fazer uma ótima redação no Enem? Então veja as dicas a seguir.

1. A prática leva à perfeição

A redação do Enem, diferentemente do que a maioria das pessoas pensa, não é apenas um texto de exposição de ideias sobre um tema qualquer escolhido pela banca. Ela serve para analisar as habilidades de escrita e comunicação do participante, além dos seus conhecimentos sobre a atualidade. E essa análise é realizada seguindo um padrão.

Então, para garantir uma boa nota, é preciso conhecer a forma “técnica” de elaborar o texto e praticá-la com frequência antes da prova. É importante que a escrita se torne parte da sua rotina e que você procure enquadrar as suas produções no formato esperado pela banca do Enem.

Uma dica é buscar possíveis temas de redação e escrever sobre eles. Marque o tempo da atividade para se ajustar ao formato da avaliação. Se tiver a disponibilidade, peça para que outras pessoas leiam os seus textos e contribuam com sugestões.

2. Saiba um pouco de tudo

Essa é uma dica simples, mas extremamente necessária. Atente para as atualidades e procure saber sobre os principais acontecimentos, ainda que superficialmente. Isso ajuda na argumentação durante a redação e também na prova de múltipla escolha.

É bom ter uma visão crítica sobre as ocorrências mais importantes no Brasil e no mundo, especialmente nos últimos dois anos. Não é preciso se tornar um expert, mas é importante saber o máximo de acontecimentos e ter uma boa opinião sobre eles.

3. Redação no Enem: comece por ela

É comum que os vestibulandos deem mais atenção apenas ao que têm mais facilidade na prova. Apesar de ser uma boa estratégia na forma de correção adotada, é preciso lembrar que o Enem é um exercício cronometrado, por isso, é necessário dar um tempo razoável para cada questão ou assunto.

No segundo dia, em que a prova é carregada em cima do português, da matemática e, obviamente, da redação, o desafio fica ainda maior. Nesse caso, a dica é que você comece por ela, pois acaba exigindo mais concentração.

Leia a proposta e os materiais de auxílio que sempre vêm junto e comece a elaborar ideias sobre o tema. Caso você esteja praticando a sua escrita, terá mais facilidade para construir um bom texto em menos tempo. O importante é não deixar tudo para o final, o que pode gerar mais ansiedade e prejudicar a redação.

[Guia Prático] 6 Passos para acertar na escolha da profissão

4. Observe o formato de uma redação

A redação do Enem é do tipo dissertativo-argumentativo. Em outras palavras, o estudante deve redigir sobre um determinado assunto de forma culta, pautada em argumentos e, de preferência, de maneira impessoal. Lembre-se também de que o texto deve ter a estrutura básica de introdução, desenvolvimento e conclusão.

Vamos a alguns conselhos de como fazer uma boa redação no Enem:

  • pense em qual é o seu posicionamento sobre aquele tema e apresente na introdução — essa será a sua tese;
  • no desenvolvimento, use argumentos que fundamentem a sua tese da introdução — é importante buscar referência em alguma área do conhecimento para isso;
  • por fim, na conclusão, retome a sua tese e ofereça possíveis intervenções para o problema — quanto mais unificada essa solução para as questões abordadas, melhor será sua conclusão.

Outros pontos:

  • o texto deve ser escrito em terceira pessoa — não use “eu”;
  • fique atento ao português — a redação deve ser pautada na norma culta, portanto, gírias não são bem-vindas;
  • se souber algum dado real, isso será ótimo, mas, caso não tenha certeza daquela informação, prefira não acrescentá-la.

5. Faça um esboço antes de começar

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a estrutura do texto para esse exame, é bom ter ele em mente na hora de produzi-lo. A dica é você construir um “esqueleto” da redação antes de partir para a escrita propriamente dita. Com o esboço montado, fica mais fácil de organizar as ideias, o processo se torna mais objetivo e você evita fugir do tema.

Dessa forma, defina quais pontos serão abordados em cada parte da redação, veja se as ideias estão bem relacionadas e produza o texto a partir do projeto elaborado. Esse passo ajudará a otimizar o seu trabalho e fará com que você ganhe tempo, o que é precioso no Enem.

6. Atente para a linguagem usada

A argumentação apresentada em sua redação é essencial para mostrar o domínio do tema, porém, a linguagem utilizada também tem grande importância e é um critério da banca. É por meio dela que você apresentará o seu posicionamento. Como mencionamos, é um texto que deve ser feito em norma culta, porém, existem outros cuidados que devem ser observados. Veja algumas dicas.

Evite generalizações

Usar generalizações pode prejudicar o seu texto, pois provoca a sensação de uma falta de reflexão sobre o assunto. Perceba que, por exemplo, ao falar que “todo brasileiro gosta de samba e futebol”, você passa uma informação inadequada, afinal, existem muitos brasileiros que não gostam dessas coisas.

Cuidado com os vícios de linguagem

É bom tomar cuidado com os vícios de linguagem que podem aparecer no momento da escrita. Os mais comuns são redundância, uso de palavras não incorporadas na norma culta — neologismo — e os erros de sintaxe.

Não use hipérboles

O exagero em algumas expressões é um recurso interessante na literatura, porém, para uma redação dissertativa, a hipérbole não é uma boa ideia. Por isso, procure moderar a sua escrita.

Escreva de forma simples e autêntica

É comum pensar que termos mais rebuscados ou frases feitas podem enriquecer a sua prova, porém, no Enem é melhor optar pela simplicidade e objetividade. Os chavões passam uma ideia de lugar-comum, o que não é bem-visto pela banca.

Por ser uma prova extensa e demorada, o exame do Enem deve ser tratado com muito cuidado e atenção. A preparação é a melhor ferramenta para o vestibulando. Com algum treino e seguindo essas dicas, certamente o candidato terá um ótimo desempenho. Agora, papel e caneta na mão e vamos treinar as dicas de como fazer uma boa redação no Enem!

Como você está se preparando para a redação do Enem? Tem alguma técnica de estudos para compartilhar? Deixe a sua experiência nos comentários.

[eBook] Guia Definitivo da Orientação Vocacional
Posts relacionados

2 thoughts on “6 segredos para fazer uma excelente redação no ENEM

  1. Parabéns a toda equipe do Blog UniFOA: excelente tudo.
    E a preparação com certeza é a melhor ferramenta.

Deixe um comentário