7 fatos que você precisa conhecer sobre o mercado de publicidade

7 minutos para ler

Vai prestar vestibular, mas ainda não decidiu o que quer estudar? Então a hora é de considerar todas as possibilidades em termos de profissões de acordo com o seu perfil. Esse talvez seja o melhor caminho para que a sua decisão seja bem fundamentada e você não tenha motivos para mudar de ideia no futuro.

Se você se considera uma pessoa criativa e que se comunica com facilidade, temos uma dica: o curso de publicidade, que prepara o aluno para ocupar espaço em um mercado bastante valorizado.

Por isso, no post de hoje, reunimos 7 fatos para que você conheça as atribuições de um publicitário e o mercado de publicidade. Leia até o fim e entenda como funciona a carreira.

1. O publicitário é um profissional multitarefas

Para que as empresas fortaleçam as suas marcas ou os políticos se elejam a cargos públicos, é preciso convencer o público de que comprar os seus produtos, contratar os seus serviços ou dar a eles o voto são boas ideias. Nesse sentido, cabe ao publicitário trabalhar com a persuasão para guiar o público em direção a uma melhor escolha, algo que envolve uma série de técnicas.

Em uma campanha publicitária/eleitoral, por exemplo, isso depende de fatores como:

  • a realização de uma pesquisa de mercado;
  • o planejamento de uma estratégia de marketing;
  • o desenvolvimento de um material publicitário.

Mas não é só o público que deve ser “seduzido” pelo profissional da área. De fundamental importância também é convencer o cliente, afinal de contas, é ele quem paga pela campanha. Isso significa apresentá-la com argumentos que convençam os clientes de que a sua estratégia e o seu material terão grande impacto na busca pelos objetivos da empresa.

Feito o contrato, o publicitário e sua equipe vão botar a mão na massa e garantir que a estratégia elaborada seja capaz de alcançar os resultados esperados.

2. O bom publicitário é um bom observador

O profissional que deseja se destacar nessa área precisa:

  • ser criativo;
  • saber se comunicar e trabalhar em equipe;
  • lidar bem com metas;
  • ser um ótimo observador.

Todas elas estão intimamente ligadas com as atribuições de que falamos no tópico anterior. Acima de tudo, o publicitário precisa ser capaz de buscar soluções para o problema do cliente por meio da observação do comportamento do mercado.

Para desenvolver uma intuição aguçada assim, ele precisa de muito estudo e muita prática, pois é no devido entendimento das brechas que se apresentam que o publicitário consegue inserir uma ideia na cabeça das pessoas de maneira estratégica, fazendo com que os produtos ou serviços vendidos apresentem resultados satisfatórios para os clientes.

3. O mercado de publicidade é amplo

Há uma série de funções que você poderá exercer com a formação em publicidade, tudo vai depender da forma como você planejar a sua carreira.

Nas agências, os publicitários podem exercer funções nas áreas de atendimento ao cliente, planejamento e criação, mas o campo de trabalho do publicitário não se limita às agências. Fora delas, há a possibilidade de trabalhar também como analista de mídias sociais, analista de SEO, web designer, diretor de arte ou fotografia, web designer, diretor de marketing, produtor de eventos ou mesmo trabalhar como freelancer.

É importante destacar que existem boas oportunidades para o publicitário freelancer. Com o avanço da tecnologia, ele hoje conta com recursos que permitem desempenhar uma série de ações usando somente um computador e uma boa conexão. É o caso da Cloud Computing.

4. Publicidade tem tudo a ver com tecnologia

Mesmo que você não se interesse por outras áreas, é preciso estar atento às mudanças que surgem em função do avanço da tecnologia.

[Guia Prático] 6 Passos para acertar na escolha da profissão

Como as propagandas são veiculadas em diversas mídias e cada novo veículo de comunicação que surge tem uma forma própria de se relacionar com o usuário, é preciso que as campanhas publicitárias se adaptem ao funcionamento específico de cada canal.

Por conta disso, como publicitário você vai se ver aprendendo sobre diversas ferramentas que vão desde softwares de edição de imagem às técnicas de análise de comportamento do mercado por meio de Big Data.

É evidente que você não precisa dominar todos os elementos que envolvem as novas tecnologias, podendo se concentrar somente naquilo que diz respeito ao seu tipo de atividade enquanto publicitário. É bom lembrar que na publicidade você escolhe qual será o seu foco de atuação, podendo ir para a criação, o planejamento, o atendimento, entre outros.

5. O curso superior importa

As principais empresas hoje fazem questão de que sua equipe seja composta por profissionais formados, principalmente no caso de novos talentos.

Isso acontece porque, na faculdade, o estudante aprende a mobilizar uma série de conceitos e estratégias que terão aplicação frequente no dia a dia e a utilizar ferramentas técnicas que, ainda que não sejam imprescindíveis, dão um grande diferencial ao currículo.

Além do diploma, a vivência do ambiente universitário é muito importante para a criação de um networking já no início da sua carreira. Tanto você terá contato com professores que conhecem o mercado, como os seus colegas estarão se formando com você daqui a alguns anos e ingressando nas empresas da região — podendo, assim, levá-lo junto!

6. A especialização é um diferencial

O profissional de publicidade formado pode progredir na carreira fazendo especializações que garantam a ele melhor colocação no mercado. Com o marketing digital, por exemplo, oportunidades envolvendo Inbound Marketing, Marketing de Conteúdo e Social Mídia, ganham destaque.

A tendência é que nos próximos anos a presença digital das empresas só aumente, o que faz com que o mercado de marketing digital seja promissor.

A especialização em Social Mídia, por exemplo, dá ao profissional uma capacidade maior para lidar com as redes sociais, gerenciando tudo o que envolve a produção de conteúdo em sites como Facebook e Twitter e trabalhando também com métricas e estratégias para otimizar a presença das empresas em ambiente online.

7. É preciso se preparar adequadamente para o mercado

As vagas em agências, principalmente nas grandes cidades, costumam ser muito concorridas. Esse é um motivo para que as principais dessas agências exijam o diploma de ensino superior para os candidatos.

Além disso, por se tratar de uma área em que a evolução da tecnologia traz mudanças muito rápidas, é fundamental que o profissional esteja sempre adotando medidas para se manter atualizado.

Isso diz respeito a complementar a graduação e mesmo a pós-graduação com atividades como seminários, palestras, workshops e diferentes tipos de eventos em que a informação é compartilhada entre especialistas da área. É preciso estar sempre estudando.

Enfim, de maneira resumida, a dica que fica é: curse publicidade se você sente que tem um perfil mais voltado à comunicação, seja por meio do relacionamento interpessoal, da escrita ou dos desenhos. Trata-se de um campo que possui um mercado de trabalho bom se comparado com outras profissões e que permite uma evolução profissional interessante.

Gostou de post de hoje? Se você quer saber mais sobre o mercado de publicidade,não deixe de baixar gratuitamente o nosso Manual do futuro publicitário!

[eBook] Guia Definitivo da Orientação Vocacional
Posts relacionados

Deixe um comentário