Publicidade e Propaganda

5 mitos e verdades sobre o curso de publicidade

5-mitos-e-verdades-sobre-o-curso-de-publicidade.jpeg

Se você pensa em fazer um curso de publicidade, mas está indeciso, é bom conhecer alguns dos maiores mitos que envolvem não somente o curso como também a profissão. Alguns, inclusive, podem estar confundindo você. Por isso, tirando suas dúvidas sobre eles é possível fazer a sua escolha de forma mais segura. Acompanhe o post e saiba o que é mito e o que é verdade no curso de publicidade.

1. O publicitário deve ser criativo e desenhar bem

Mito. A parte da criação é um setor dentro de uma agência publicitária, ocupado por redatores e diretores de arte. Mas existem outros departamentos, como de mídia ou planejamento, por exemplo, que envolvem outros tipos de conhecimento. Assim, os cursos de publicidade procuram contemplar todos os setores de uma agência e, inclusive, funções que publicitários exercem fora das agências.

Além disso, você não precisa ser criativo se tiver uma boa técnica e capacidade de executar ideias. Isso pode ser aprendido e aperfeiçoado ao longo do curso.

2. O publicitário só trabalha dentro de agências

Mito. Existe uma flexibilidade grande que a profissão oferece. Os Profissionais da área da publicidade têm espaço não somente em agências, mas também em produtoras, no trabalho com eventos, em diferentes tipos de empresas de marketing, na consultoria empresarial e em órgãos públicos.

Não existe a obrigatoriedade de trabalhar em agências. O mercado de trabalho para o publicitário tem oferecido oportunidades para especialistas em áreas específicas dentro de empresas. Assim, cada vez mais vemos vagas fora de agências para profissionais como analistas de mídias sociais, analista de SEO e SEM, entre outros.

3. A vida do publicitário é cheia de glamour

Mito. Essa ideia ganhou força com as obras de ficção que tem retratado a área de maneira romantizada. Séries como Mad Men, por exemplo, tem muito pouco a ver com o dia a dia da profissão.

Na verdade, a rotina tende a ser intensa para que os projetos sejam realizados. Até mesmo os criativos não criam do nada. Eles precisam seguir a ideia proposta pelo briefing, uma espécie de resumo com todas as informações sobre a campanha, envolvendo termos como o cliente, seu público-alvo, objetivos, verba, entre outros. A criação precisa considerar os detalhes do briefing para oferecer algo que venda.

4. No curso de publicidade não se faz contas

Mito. Existem sim matérias que exigirem esse tipo de conhecimento no curso. Algumas delas, como o planejamento estratégico, envolvem contas. Isso é importante porque profissionais de mídia e produção, por exemplo, precisam calcular os custos de uma campanha. Por isso, os cursos de publicidade, que abrangem todas as áreas da profissão, não deixam de dar a seus alunos conhecimentos fundamentais para lidar com essas exigências.

É evidente que se você for para a área de criação e trabalhar como redator, você praticamente não verá mais isso, porém, durante o curso, as tabelas e os cálculos serão parte de suas obrigações.

5. Publicidade não é um curso fácil

Verdade. Por envolver todos os departamentos de uma agência, além de outras habilidades que precisam ser desenvolvidas para que o profissional ocupe seu espaço no mercado, o curso de publicidade exige sim disciplina e esforço, como a maioria dos cursos mais concorridos do país.

O aluno de publicidade precisa, mais do que simplesmente criar peças, aprender a fazer planejamento estratégico de empresas, analisar os cenários políticos, econômicos, estratégias de marketing e dominar ferramentas que não são necessariamente simples.

Gostou das dicas sobre o curso de publicidade? Então não deixe de baixar o nosso e-book para ajudar você a acertar na escolha de sua profissão.

Deixe um comentario