Vestibular

Humanas, exatas e biológicas: com qual área você se identifica mais?

Há o costume de se dividir os cursos de graduação nas categorias de ciências humanas, exatas e biológicas. Ainda que haja muita diversidade dentro de cada um desses grupos, essa é uma forma bastante didática de começar a conhecer o que a universidade tem para oferecer.

Essa classificação também pode lhe ajudar a escolher uma carreira que tenha a ver com você. Para além de levar em conta questões importantes como remuneração inicial e saturação do mercado, tenha em mente que você só atingirá sucesso na sua profissão se trabalhar com algo que lhe satisfaça.

No post de hoje, vamos tentar ultrapassar os estereótipos e as piadas sobre os alunos de cada área para ajudar você a escolher uma carreira com a qual você se identifique.

O perfil do aluno de Humanas

Diferentes tipos de conhecimentos demandam diferentes estratégias de aprendizagem e formas de pensar — às vezes, sobre o mesmo objeto. Sendo assim, as disciplinas com as quais você se identifica já darão indícios das suas inclinações.

As matérias escolares mais importantes como base para um aluno das ciências humanas são Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, História, Geografia, Filosofia e Sociologia.

Para além disso, os estudantes de ciências humanas precisam ter o hábito de ler e escrever bastante. Uma maneira de identificar alunos com o perfil adequado para a área é verificar se eles têm o hábito de ir a atividades culturais, como festivais de cinema e exposições ou se demonstram interesse em assuntos da atualidade — principalmente quando forem ligados à cultura, política ou economia.

Todo professor precisa ter um pezinho nas ciências humanas, seja qual for a sua especialidade. Aqui você também vai encontrar tradutores, juízes, filósofos, antropólogos etc.

Exemplos de carreira de humanas: História, Jornalismo, Direito, Ciências Sociais e Publicidade e Propaganda.

O perfil do aluno de Exatas

Os conhecimentos do Ensino Médio que você vai revisitar e aprofundar nos cursos de ciências exatas se encontram, principalmente, na Matemática, na Física e na Química.

Alunos de exatas costumam ser verdadeiros solucionadores de problemas e ter um raciocínio lógico muito apurado. Em geral, se empolgam bastante com assuntos relacionados a inovações tecnológicas. Alguns são exímios atletas eletrônicos, outros são mais tradicionais e preferem os esportes analógicos mesmo.

É nesse grupo que ficam as diversas Engenharias, as Ciências da Computação, a Geologia, Astronomia, Nanotecnologia, Sistemas de Informação e, é claro, os cursos de Matemática, Química e Física.

O perfil do aluno de Biológicas

Chegou a vez de quem se dá bem em Biologia e Educação Física. Ah, e a Química aparece aqui de novo! Essa categoria engloba, além do curso de Biologia, a área da saúde também — a Medicina, a Enfermagem, a Fisioterapia, a Odontologia etc.

Alunos dessa área são aventureiros, gostam de ter contato direto com o seu objeto de estudo — seja em viagens de campo ou com espécimes de laboratório. Também não têm medo de sangue, nem nojo de bichos.

Os que seguem para a área da saúde, principalmente, serão aqueles que sentem uma grande vontade de ajudar os outros e têm bastante empatia para lidar com pacientes — humanos ou não.

Exemplos de carreiras de biológicas: Biologia, Medicina, Medicina veterinária, Odontologia, Enfermagem, Biomedicina e Zootecnia.

A intersecção entre as áreas

Apesar de parecerem muito diferentes, há pontos de intersecção desses caminhos. Fonoaudiologia e arquitetura, por exemplo, são cursos que se inclinam mais para as ciências humanas, mas que se utilizam de muitas ferramentas biológicas, no caso do primeiro, e exatas, no caso do segundo.

Existem situações especiais no que diz respeito a essa intersecção. Existem universidades em que o curso de Economia é mais de exatas enquanto que em outras são mais de humanas.

Isso depende do perfil da instituição que oferece o curso, portanto, para fazer uma boa escolha não deixe de considerar também as faculdades. Curiosidade e pique para estudar é algo que qualquer estudante de nível superior vai precisar, não importa qual seja a área. Então, nada de preguiça, hein?

Falando em pontos comuns, uma carreira possível nas três áreas, por exemplo, é a de pesquisador. Se você não quer parar nunca de estudar e de aprender e tem vontade de se tornar um verdadeiro especialista num determinado assunto e descobrir coisas novas sobre ele, você pode seguir a estrada da pesquisa.

Como escolher entre Humanas, Exatas e Biológicas

Veja essas dicas:

Faça um teste vocacional

Com o teste vocacional, você tem como receber o feedback de um profissional para lhe ajudar a fazer uma melhor escolha. Isso é importante, pois ajuda a tornar mais racional a sua decisão num momento em que tudo pode parecer bastante confuso.

Na prática, o diferencial do teste vocacional é que ele é feito a partir de um método que permite a identificação do perfil do estudante para dar a ele condições de fazer a sua escolha com critérios.

Converse com profissionais

Ao se identificar com determinada carreira, procure profissionais que já fazem aquilo que lhe agrada para ter uma dimensão de como será seu dia a dia no futuro. A ideia é que você tente se imaginar exercendo aquela função para ter certeza se isso tem realmente a ver com o seu perfil.

Visite empresas, escolas, faculdades, órgãos públicos. Vendo como a atuação dos profissionais funciona na prática, você consegue estimar melhor se tem a ver com aquela atividade ou não.

Analise as suas habilidades e preferências

Qual é o seu perfil? Extrovertido? Reservado? Gosta de ficar mais em casa, no computador? Ou prefere sair com os amigos? Quais são as matérias que mais agradam você? E as que menos agradam? Considere tudo isso para ter como avaliar se as profissões têm a ver com você. É nessa compatibilidade que você tende a achar o caminho mais interessante.

Considere as suas pretensões salariais

Não pense que dinheiro não importa. É preciso que as possibilidades que a carreira oferece estejam dentro das suas pretensões, caso contrário, isso poderá gerar frustração, a desistência do curso logo nos primeiros anos e até mesmo fazer de você um profissional infeliz.

Por isso, procure se informar a respeito do mercado de trabalho e das possibilidades que cada carreira oferece do ponto de vista financeiro.

Dúvidas comuns

Se você está em fase de decisão, então é comum se ver diante de questões a respeito das carreiras. Por isso, preparamos um pequeno guia para facilitar sua vida.

É possível fazer a graduação em uma área e depois tentar a pós em outra?

Isso é possível de ser feito, desde que haja uma compatibilidade mínima entre a graduação que foi concluída e os requisitos da pós-graduação. É o caso de cursos voltados para a arte, por exemplo, que não exigem uma graduação específica por parte do aluno. Entretanto, se você quer se aperfeiçoar em uma determinada área, o ideal é que se tente encontrar nela um segmento para concentrar seus estudos ao longo dos anos.

Os cursos de Humanas são mais fáceis do que os de Exatas e Biológicas?

Não necessariamente. Tudo depende do perfil do estudante, pois se ele não tem aptidão para lidar com a área de estudo, certamente terá maior dificuldade para cumprir com suas exigências.

Já em casos em que ele se identifica com o campo, a tendência é que tenha maior facilidade para acompanhar as disciplinas.

Posso fazer mais de uma graduação?

Pode. O ideal é que você se concentre em uma única área, porém, se julgar que fez uma escolha errada e quiser começar do zero, nada impede. Da mesma forma, você pode fazer mais de uma faculdade, caso acredite que isso poderá agregar conhecimento à sua profissão.

É o caso de jornalistas que estudam Economia para ter maior embasamento em suas análises futuras.

Seja nas ciências humanas, exatas ou biológicas, o que importa mesmo é fazer o que você gosta, afinal você vai passar boa parte da sua vida trabalhando com a sua escolha, então faça esse tempo ser valioso para você, para a sua realização pessoal.

E aí? Já escolheu qual a sua área entre ciências humanas, exatas e biológicas? Deixe aqui seu comentário para que a gente saiba quais são as suas dúvidas!

2 Comments

Deixe um comentario