Engenharia Mecânica

O que é engenharia mecânica e por que seguir essa profissão?

Quem precisa escolher um curso de graduação costuma ficar ansioso diante de tantas possibilidades. Mesmo quando você decide que quer a área de exatas, ainda se vê diante de diversas opções de engenharias, que podem ser muito diferentes entre si.

É importante conhecer o foco dos cursos antes de decidir. Se você está pesquisando as opções e quer entender o que é engenharia mecânica e saber detalhes sobre o mercado, nós podemos ajudar. Acompanhe este post!

O que se estuda na graduação de engenharia mecânica?

Os cursos de engenharia têm uma base geral em comum. As disciplinas básicas costumam se concentrar nos primeiros semestres e envolvem matérias de cálculo, física e materiais de engenharia, por exemplo.

À medida que avança no curso, o aluno tem contato com disciplinas mais específicas na área de mecânica, como:

  • Mecânica técnica;

  • fenômenos de transportes;

  • desenho de máquinas;

  • mecânica dos sólidos;

  • processos metalúrgicos;

  • materiais de construção mecânica;

  • processos de usinagem;

  • sistemas térmicos;

  • manutenção industrial;

  • administração e custos industriais;

  • projeto e construção de máquinas;

  • mecânica automobilística;

  • planejamento e controle de produção.

O curso tem duração de 5 anos e, ao final, o aluno recebe o título de engenheiro mecânico. As experiências práticas em aulas de laboratórios e estágios são fundamentais para essa formação. Nelas, o estudante atua diretamente nas funções do engenheiro e desenvolve habilidades essenciais para o trabalho.

Qual é a função do engenheiro mecânico?

A formação em engenharia mecânica forma profissionais capacitados para trabalhar no projeto, no desenvolvimento e na supervisão de sistemas mecânicos — como máquinas, equipamentos e veículos.

O trabalho desse profissional pode envolver atividades como desenho, levantamento de matérias-primas, moldagem, fabricação e teste de peças e produtos. Ele também pode exercer funções de manutenção em linhas de produção, acompanhando e mantendo as boas condições do maquinário. Além disso, pode prestar suporte técnico na comercialização de produtos.

Em cargos de gestão industrial, o engenheiro mecânico também pode atuar como supervisor, controlando a qualidade da produção. Nessa função, o trabalho é liderar processos, acompanhar testes, definir procedimentos e garantir o cumprimento das normas de segurança.

Para realizar suas atividades, é comum que o engenheiro mecânico interaja com outros profissionais da engenharia. Em geral, o trabalho conjunto se dá principalmente com engenheiros de produção, elétricos e de automação e controle.

Como é o mercado de trabalho na área?

Pela diversidade de funções, você já percebeu o quanto o mercado em engenharia mecânica é amplo. São muitas as oportunidades para quem decide seguir essa profissão. Como a maioria das engenharias, ela também está em crescimento e os salários são bem vantajosos.

A indústria é o maior campo de trabalho para o engenheiro mecânico. O maior número de vagas está nas áreas de automobilismo, aeronáutica e fabricação de equipamentos mecânicos. Indústrias do setor petrolífero e usinas de eletricidade também abrem postos de trabalho para o engenheiro mecânico.

Quem se forma nessa engenharia também pode atuar como profissional autônomo. Seus conhecimentos matemáticos e mecânicos são muito valorizados por quem procura consultoria em projetos. Além disso, há diversas opções de pós-graduação que podem abrir novas oportunidades de carreira para o engenheiro mecânico.

Agora você sabe o que é engenharia mecânica e quais são as oportunidades que o mercado oferece para quem se forma nesse curso. Sem dúvida, ele é uma ótima opção para quem gosta de área de exatas e tem interesse por funções ligadas à produção industrial.

Quer mais ajuda nas suas decisões profissionais? Assine nossa newsletter e receba sempre conteúdos interessantes!

Deixe um comentario