10 mitos e verdades sobre o curso de publicidade

7 minutos para ler

Se você ainda está indeciso e pensa em fazer um curso de Publicidade, é bom descobrir alguns dos maiores mitos e verdades sobre o assunto para conhecer um pouco mais essa profissão.

Inclusive, muitos desses pensamentos podem estar confundindo a sua cabeça e dificultando a sua tomada de decisão. Então, aproveite a chance de tirar algumas dúvidas para que a sua escolha seja mais consciente e segura.

Acompanhe o post e repense cada frase que falam sobre a carreira de publicitário!

1. O publicitário deve ser criativo e desenhar bem

Mito. A parte da criação é apenas um setor dentro de uma agência publicitária, ocupado também por redatores e diretores de arte. Existem outros departamentos, como de mídia ou planejamento, por exemplo, que envolvem outros tipos de conhecimentos.

Assim, muitos cursos de Publicidade procuram contemplar todas as áreas de uma agência e as possíveis funções que os publicitários podem exercer fora desses ambientes.

Além disso, você não precisa necessariamente ser tão criativo se tiver uma boa técnica e a capacidade de executar ideias — o que pode ser aprendido e aperfeiçoado ao longo do curso. Isto é, tudo depende dos seus objetivos profissionais e do campo no qual você tem maior interesse ou talento para desempenhar.

2. O publicitário só trabalha dentro de agências

Mito, pois a profissão oferece uma grande flexibilidade. Os profissionais da Publicidade têm espaço não somente em agências, mas em produtoras, no trabalho com eventos, em diferentes tipos de empresas de marketing, na consultoria empresarial e em órgãos públicos.

Não existe a obrigatoriedade de trabalhar em uma agência. Aliás, o mercado de trabalho tem oferecido oportunidades para especialistas em áreas específicas dentro de empresas. Assim, cada vez mais vemos uma variedade de vagas para esse tipo de profissional como analistas de mídias sociais, analista de SEO e SEM, entre várias outras.

3. A vida do publicitário é cheia de glamour

Mito. Essa ideia ganhou força com as obras de ficção que acabaram retratando a área de maneira romantizada, cheia de glamour e diversão. Séries como Mad Men, por exemplo, apresentam uma realidade que tem muito pouco a ver com o dia a dia normal da profissão.

Na verdade, a rotina tende a ser intensa para que os projetos sejam realizados. Até mesmo os supercriativos não criam do nada. Eles precisam seguir a ideia proposta pelo briefing, uma espécie de resumo com todas as informações sobre a campanha e que envolve fatores como cliente, público-alvo, objetivos, verba etc.

No fim das contas, há muito trabalho, e o glamour costuma representar uma parte bem pequena — isso quando é possível dizer que ele existe entre tantas tarefas e prazos para cumprir.

4. No curso de Publicidade não se faz contas

Mito. Embora seja um curso mais voltado para as Ciências Humanas, existem sim matérias que envolvem números e cálculos, como é o caso de aprender a fazer um bom planejamento estratégico.

Isso é muito importante porque profissionais de mídia e produção, por exemplo, precisam calcular os custos de uma campanha. Logo, os cursos que abrangem todas as vertentes da profissão não deixam de oferecer aos seus alunos conhecimentos fundamentais para lidar com essas exigências.

É evidente que, se você for para a área de criação e começar a trabalhar como redator, provavelmente não vai ter muito contato com esse campo. Porém, durante o curso, é natural que as tabelas e cálculos façam parte das obrigações do estudante.

[Guia Prático] 6 Passos para acertar na escolha da profissão

5. Publicidade não é um curso fácil

Verdade. Por envolver tantos conhecimentos diferentes e muitas habilidades que precisam ser desenvolvidas para que o profissional ocupe seu espaço no mercado, é possível dizer que o curso de Publicidade exige sim muita disciplina e esforço.

Imagine que o aluno de Publicidade precisa, mais do que simplesmente criar peças, aprender a fazer o planejamento estratégico de empresas, analisar os cenários políticos e econômicos, criar estratégias de marketing e dominar ferramentas que não são necessariamente simples.

Na realidade, todos os cursos apresentam as suas dificuldades e o que faz diferença é o interesse que a pessoa tem pela área para superar todos esses desafios.

6. Dizem que os publicitários têm um dialeto próprio

Verdade. Para os iniciantes ou para as pessoas que não têm nenhuma relação com a área, um monte de palavras como briefingdeadlinejobtarget e brainstorming pode não fazer tanto sentido.

Contudo, para os publicitários elas fazem parte do cotidiano de forma natural. Sem contar que cada agência ou equipe de trabalho ainda é capaz de criar um vocabulário próprio. Ou seja, se você está pensando em apostar nessa carreira, comece a ficar por dentro desses termos para não se sentir sempre perdido.

7. O profissional dessa área precisa ser estratégico

Verdade. Uma das qualidades de um bom profissional é ter um pensamento analítico e estratégico para que as suas ações tenham resultados efetivos. Como existe um universo de possibilidades que podem ser exploradas na Publicidade, não dá para simplesmente sair dando tiros no escuro. Toda ação exige análise, planejamento e um acompanhamento preciso para que os efeitos sejam medidos.

8. A carreira acadêmica não é uma possibilidade

Mito. Mesmo que a maioria das pessoas formadas em Publicidade normalmente não se dedique a essa função, a carreira acadêmicaé sim uma opção. O conhecimento adquirido tanto na graduação quanto na experiência acumulada no mercado de trabalho pode ser muito útil para outros alunos.

A questão é identificar quais são os critérios para conseguir se tornar um docente. Existem muitos cursos livres e instituições que não exigem uma formação específica, contudo, para lecionar em uma faculdade, pode ser exigido algum tipo de especialização (como mestrado ou doutorado).

9. É normal trabalhar em horários diferenciados

Verdade. Se a sua ideia de felicidade é ter um horário fixo e tranquilo, talvez seja melhor repensar a sua escolha pelo curso de Publicidade ou começar a se acostumar com a possibilidade de não ter uma agenda tão estável.

Sair mais tarde do trabalho, ter que trabalhar de casa ou até estender o expediente para os fins de semana são situações bem normais para um publicitário. Sua rotina deve ser flexível e é preciso saber lidar com o imprevisto, pois nem sempre tudo sai exatamente como o planejado.

10. Publicitário é um profissional preguiçoso

Mito. Algumas pessoas criaram essa imagem dos publicitários por saberem que muitos deles chegam tarde no trabalho e não têm o hábito de acordar cedo. Acontece que ninguém sabe até que horas essas pessoas trabalharam na noite anterior, não é mesmo?

Como foi dito, a rotina costuma ter muita flexibilidade e isso não significa que os profissionais sejam preguiçosos. Pelo contrário, o comprometimento pode ser até muito maior do que aqueles que têm a obrigação de chegar bem cedo no serviço. Pergunte a um publicitário como é virar a noite para entregar uma campanha no prazo!

Enfim, tomara que essas questões tenham ajudado a ter um panorama mais real sobre o curso de Publicidade. Buscar informações antes de tomar uma decisão tão importante como essa é uma das melhores coisas que você pode fazer!

Então, aproveite também para baixar o nosso e-book que traz várias dicas para ajudá-lo a acertar na escolha da sua profissão!

[eBook] Guia Definitivo da Orientação Vocacional
Posts relacionados

Deixe um comentário