9 dicas importantes de como fazer uma boa redação no vestibular

10 minutos para ler

Muitos estudantes não sabem como fazer uma redação em ocasiões decisivas, a exemplo do Enem e outros vestibulares. De fato, quem não se sente preparado precisa correr atrás para melhorar essa habilidade antes que seja tarde.

Afinal de contas, a redação normalmente tem um peso grande na nota final. Então, não basta estudar todas as outras disciplinas e esquecer dessa parte. O ideal é incluir na sua preparação um tempo dedicado à produção de textos, para chegar na hora da prova com maior segurança.

E você, quer conhecer boas dicas para fazer um texto de qualidade? Continue a leitura deste post para começar a se preparar desde já e ficar mais perto da tão sonhada vaga na faculdade!

Dicas de como fazer uma redação de qualidade

Escrever é um exercício — e, do mesmo modo que qualquer outro, precisa de prática para ser aperfeiçoado. Contudo, algumas outras ações podem ajudar você a dominar essa arte com maestria. Pensando nisso, a seguir, vamos mostrar nove dicas de como fazer uma redação de qualidade para o Enem ou o vestibular. Acompanhe!

1. Tenha o hábito da leitura

Se o objetivo é conseguir fazer uma boa redação, é preciso escrever bem, certo? Para isso, torna-se válido investir na ideia de produzir constantemente, pois a prática leva à excelência.

O detalhe que muita gente não considera nesse processo é que a leitura também ajuda muito a desenvolver a escrita, ou seja, uma dica certeira para ficar craque na Língua Portuguesa é ler cada vez mais.

Assim, você vai aprender a construir frases de forma lógica e a escrever as palavras de modo correto. É como criar uma caixinha de referências na sua mente, o que vai trazer mais tranquilidade para realizar esse tipo de atividade. Logo, incluir esse hábito na sua rotina é uma missão de grande importância.

2. Treine bastante

Muita gente sabe o passo a passo para escrever a redação, mas se sente inseguro quando chega o momento de realmente fazer uma. Um dos maiores motivos disso acontecer é a falta de treino.

Da mesma forma que um atleta se dedica exaustivamente aos treinos, de modo a se dar bem em um esporte, é preciso fazer muitas redações a fim de ter maior facilidade ao escrever.

Portanto, não deixe essa preocupação apenas para o dia do vestibular. Em casa, pegue os temas das provas de anos anteriores e mão na massa! Quanto mais você praticar, mais seguro ficará para vencer qualquer situação parecida.

3. Estruture seu texto

Naturalmente, você precisará desenvolver um texto dissertativo-argumentativo, ou seja, que apresente e defenda uma ideia — esse é, de fato, o tipo textual mais pedido nas provas. Porém, antes de pegar o papel e sair escrevendo, a dica é estruturar o seu texto para que ele siga o formato pedido. Sendo assim, a redação deve ser dividida em:

  • introdução — essa é a parte para apresentar o tema;
  • desenvolvimento — aqui você deve explicar, desenvolver e defender as suas ideias correlacionadas ao assunto principal;
  • conclusão — é o fechamento da sua argumentação.

Você não precisa apresentar uma ideia extremamente inovadora ou uma reflexão digna de grandes pensadores. Na verdade, o importante é demonstrar que consegue escrever um texto organizado, coerente e que siga as normas da Língua Portuguesa.

No caso do Enem, são cinco os critérios de avaliação utilizados pela banca. Além de dominar a escrita formal da língua, os outros pontos considerados são:

  • compreender a proposta e escrever sobre ela, sem fugir do tema;
  • saber argumentar e organizar suas ideias para defender o seu ponto de vista;
  • demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos;
  • elaborar uma proposta de intervenção que respeite os direitos humanos.

Esse último item refere-se a entender o problema abordado e pensar em uma solução coerente com os seus argumentos e que não desrespeite os valores humanos.

4. Seja objetivo

Não fique enrolando para desenvolver seu argumento, até porque você não tem tanto tempo ou espaço — sem contar que a prolixidade é uma falha a ser evitada.

A melhor coisa é ser objetivo e ir direto ao ponto, explorando conexões com o tema proposto. A dica aqui é não escrever parágrafos muito longos, pois você pode se perder e não deixar as suas ideias tão claras. Ao terminar cada frase, releia o período inteiro para perceber se ele está compreensível.

5. Adquira um repertório cultural

Comentamos sobre a importância da leitura, especialmente para ficar afiado com a Língua Portuguesa. Contudo, saiba também que os livros são importantes para aumentar o seu repertório cultural.

Por isso, leia autores nacionais e estrangeiros, romances, ficções e biografias, e abra a sua mente para a literatura. Descubra quais são os seus estilos preferidos e não deixe de encontrar um tempinho no dia a dia para essa tarefa.

Além dos livros, assista a filmes e séries, participe de exposições e visite museus. Todas essas fontes de conteúdos serão ótimas para ampliar a sua visão de mundo, o que ajuda na hora de apresentar as suas ideias na redação do vestibular.

6. Esteja atualizado

A prova de redação não requer apenas uma escrita perfeita. No Enem, por exemplo, estão presentes diversos temas da atualidade, e estar bem informado faz toda a diferença para não se sentir perdido — o que é capaz de atrapalhar muito o seu desempenho.

Diante dessa necessidade, reserve um período do dia para acompanhar as notícias e os seus desdobramentos. Quanto mais atualizado você estiver sobre o que está acontecendo no seu país e no mundo, mais fácil será fazer a reflexão na hora da prova e apresentar bons argumentos.

[Guia Prático] 6 Passos para acertar na escolha da profissão

7. Conheça as suas dificuldades

Outra dica que ajuda muitos candidatos é conhecer quais são as suas maiores dificuldades na fase de preparação, pois ainda há tempo de superar esses desafios e melhorar as suas capacidades.

Há quem descubra que a conjugação dos verbos é a parte mais difícil, enquanto outros veem a organização das ideias como a causa de maior pavor. Identificando as suas particularidades, será possível trabalhar de forma direcionada para progredir.

No entanto, tenha atenção para não focar em um problema e esquecer de praticar as outras habilidades. O conjunto da obra é o que garante um bom resultado, logo, aumente o esforço no que você acha mais complicado e continue praticando o restante.

8. Faça um rascunho das suas ideias

Essa é uma tática utilizada por muitos redatores, até mesmo pelos profissionais. No início, é natural que muitas ideias surjam na cabeça antes de começar a escrever. Ao ler o enunciado e pensar sobre o tema, a mente vai longe.

Acontece que, na hora de produzir o texto, pode ser que vários desses pensamentos sumam — inclusive por conta da ansiedade do momento da prova e de outros fatores.

Para evitar esse “branco”, vale a pena pegar um pedaço do papel e fazer um breve rascunho do que você pretende colocar na sua redação. Depois, com calma, volte a cada tópico e desenvolva melhor a sua opinião.

9. Peça ajuda especializada

Se a dificuldade persistir, não hesite em procurar ajuda. Há pessoas que entendem bem sobre produção de texto, e o auxílio de um bom corretor talvez seja fundamental para levar você mais longe. Um especialista poderá identificar os pontos a serem lapidados, oferecendo as melhores orientações para evoluir.

Principais erros cometidos e que devem ser evitados

Até aqui, vimos algumas dicas de como criar o hábito de escrever com qualidade. Porém, a preparação para o Enem e os vestibulares não acaba aí: é preciso tomar alguns cuidados a fim de não cometer erros durante a produção da redação.

Saiba mais sobre os principais deles a seguir!

Fuga parcial ou total do tema

Ao realizar a redação, é importante ficar atento às orientações elaboradas pelo processo seletivo em questão, principalmente no que diz respeito ao tema da produção.

Algumas provas indicam de forma direta qual deverá ser o assunto do texto a ser escrito, enquanto outras apresentarão excertos de obras para que o candidato identifique o tema em comum e escreva a sua redação com base nele.

Com o intuito de obter um bom resultado, é fundamental prestar muita atenção para não fugir da proposta. Além de ter a nota prejudicada, a fuga total do tema também pode anular a sua redação. Portanto, tenha cuidado!

Uso de expressões extremistas

Ao solicitar a produção de uma redação, a instituição de ensino quer garantir que aquele candidato sabe argumentar de forma clara, racional e respeitosa. Para atingir esse objetivo, é importante evitar a utilização de expressões extremistas, como “nunca”, “jamais” ou “sempre”.

Utilização de argumentos com base no senso comum

Ao escrever a sua redação, é importante ter em mente que a banca corretora preza pela originalidade do texto. Portanto, usar argumentos com base no senso comum demonstra uma falta de criatividade e de habilidade do candidato para formar o seu próprio pensamento crítico.

Repetição de palavras

O objetivo da redação é comprovar o grau de conhecimento do candidato, certo? Nesse sentido, é analisado também o domínio que a pessoa tem com o vocabulário.

Por isso, para demonstrar que você tem um bom entendimento da Língua Portuguesa, é fundamental que as repetições de palavras sejam evitadas. Além de mostrar uma melhor preparação do candidato, essa prática também deixa o seu texto mais rico e de fácil leitura.

Incoerência

Muitos candidatos não conseguem se destacar positivamente em suas redações porque têm dificuldade de escrever textos coerentes, ou seja, que sigam uma linha de raciocínio adequada. Por conta disso, acabam se contradizendo durante a sua argumentação.

Para evitar isso, é fundamental reler o seu texto com atenção e ver se ele se comporta como uma unidade sólida. Além disso, procure sempre escrever uma redação interessante de ser lida, que faça sentido e que agregue valor.

Falta de revisão de texto

Estar por dentro das regras gramaticais e de ortografia é fundamental para obter um bom resultado com a sua redação. Por isso, é preciso demonstrar que você tem afinidade com a Língua Portuguesa, evitando esses tipos de erros.

Para isso, procure revisar o seu texto com cautela antes de entregá-lo. Veja se a pontuação está certa e se nenhuma palavra foi escrita de forma incorreta, por exemplo. Pode parecer que o tempo destinado a essa produção é apertado, mas é de extrema importância reservar alguns minutos dele para essa tarefa.

Agora que você já conhece as melhores dicas de como fazer uma redação, comece a praticá-las quanto antes. Lembre-se de que o seu empenho vai contribuir muito para o seu sucesso!

Se gostou destas dicas, aproveite para seguir os nossos perfis nas redes sociais. Estamos no Instagram, no Facebook e no Twitter!

[eBook] Guia Definitivo da Orientação Vocacional
Posts relacionados

2 thoughts on “9 dicas importantes de como fazer uma boa redação no vestibular

  1. Boa tarde tudo bem, eu vou prestar um vestibular e seria o meu primeiro
    e ainda fico meio assim na parte de redação pq não com começar e nem termina

    1. Oi Letícia,

      Aqui é o Bruno do Marketing, tudo bem?

      Uma dica para você perder essa ansiedade ou medo é praticar a escrita.
      Escreva alguns redações para praticar e ganhar certa experiência.
      Espero ter ajudado.
      Um abraço.

Deixe um comentário