Curso de engenharia mecânica: solucione suas 7 maiores dúvidas

7 minutos para ler

O momento de decidir por um curso superior é muito complicado, não é mesmo? Sobram questionamentos e faltam respostas para todos os anseios que temos em relação à profissão que pretendemos seguir. O curso de Engenharia Mecânica, por exemplo, continua sendo um dos mais procurados. Mas muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o futuro profissional de um engenheiro mecânico.

Se esse é o seu caso, este post foi feito especialmente para você. Nele, vamos esclarecer as 7 principais dúvidas que podem surgir sobre o curso de Engenharia Mecânica para que você se decida de uma vez por todas. Continue a leitura e acompanhe!

1. Qual é o perfil do engenheiro mecânico?

Assim como todas as Engenharias, é fundamental que esse profissional tenha domínio das Ciências Exatas. Afinal, esse conhecimento será necessário no dia a dia do trabalho. É preciso, também, ter um bom raciocínio lógico e saber aplicar os conhecimentos na prática, para tirar os projetos do papel e garantir o sucesso da empreitada.

Ter um bom relacionamento interpessoal é uma qualidade necessária para qualquer perfil profissional. Afinal, não importa qual carreira você escolha: sempre lidará com outras pessoas. Isso, é claro, também vale para o engenheiro mecânico, que precisará trabalhar com funcionários de outras áreas e liderar equipes, devendo sempre zelar pela harmonia no local de trabalho.

Por fim, é preciso que o engenheiro mecânico demonstre familiaridade e tenha interesse em softwares e demais ferramentas que facilitam o seu trabalho, além de se manter atualizado a respeito dessas tecnologias.

2. O que faz um engenheiro mecânico?

O engenheiro mecânico é o profissional que cuida da operação e manutenção de sistemas mecânicos, atuando desde o início do projeto, passando pela construção e manutenção.

Portanto, se você optar pela Engenharia Mecânica, seguirá a sua carreira projetando e desenvolvendo máquinas, sistemas termodinâmicos, motores e — por que não — veículos. Isso significa que, se você gosta de carros, poderá direcionar o seu trabalho para a indústria automotiva. Mas você também pode trabalhar com exploração de petróleo, aviação e eletrodomésticos, entre outras diversas atuações fundamentais para o desenvolvimento econômico do país.

Para exercer a função, além do diploma de bacharel em Engenharia Mecânica, você precisará do registro profissional, que pode ser obtido no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do seu estado.

3. Quais são as matérias mais estudadas durante o curso?

Como você viu no tópico anterior, o engenheiro mecânico possui um amplo campo de atuação e, justamente por isso, o curso é bastante diversificado. Em média, a graduação em Engenharia Mecânica dura cinco anos e tem uma intensa carga horária com matérias da área de Ciências Exatas.

Entre as disciplinas mais teóricas, destacam-se a matemática e a física, principalmente no que diz respeito à termodinâmica e à resistência de materiais. A parte prática também é trabalhada por meio de matérias como gestão da manutenção e processos de fabricação. O curso ainda aborda assuntos atuais, como gestão ambiental e desenvolvimento econômico.

4. Qual é o salário médio de um engenheiro mecânico?

O salário de um engenheiro mecânico é muito influenciado pela demanda, pela experiência e pelas qualificações complementares. Mesmo assim, o profissional tem um piso salarial que precisa ser respeitado em todo o território nacional. Atualmente, o valor está em 6 salários mínimos para uma jornada de 6 horas diárias.

[Guia Prático] 6 Passos para acertar na escolha da profissão
[eBook] O guia completo do futuro estudante de engenharia

Com relação à experiência, vale lembrar que o estudante é obrigado a realizar um número mínimo de horas de estágio antes de se formar como bacharel.

5. Quais são as principais áreas de atuação?

Engenharia Mecânica é uma área muito ampla e, por isso, não faltam opções de campos de atuação para os profissionais formados. A indústria ainda é o principal berço de trabalho para o engenheiro mecânico, que poderá trabalhar no desenvolvimento e na construção de componentes mecânicos diversos. Por isso, qualquer segmento das fábricas precisará desse profissional em alguma etapa da linha de produção.

É possível trabalhar, também, na gestão de projetos. Como gestor, ele coordenará equipes durante o trabalho, promovendo a comunicação, controlando os prazos e avaliando os resultados. Essa é a melhor opção para quem é responsável, tem facilidade para se relacionar com os outros, gosta de desafios e procura uma carreira dinâmica.

O setor público também é uma ótima alternativa. Há vários concursos com vagas para engenheiros, que poderão trabalhar em áreas ligadas aos recursos naturais, ao saneamento básico e à defesa civil, por exemplo.

Se você quiser criar o seu próprio negócio, uma alternativa é trabalhar como empreendedor e abrir, por exemplo, uma empresa de consultoria. Assim, você poderá prestar serviços para outras organizações.

Por fim, para quem quer continuar estudando, é possível atuar na área acadêmica. Passando por todos os níveis de formação — da graduação até o pós-doutorado —, é possível se tornar professor universitário. Dessa forma, poderá não apenas dar aulas, mas também se envolver em pesquisas, publicar artigos e participar de eventos acadêmicos.

6. Como está o mercado de trabalho nessa área?

Assim como todas as profissões, a Engenharia Mecânica vem enfrentando algumas dificuldades em razão da crise financeira pela qual o Brasil passa. Mesmo assim, a empregabilidade do curso continua em alta, e há campo de trabalho no interior de São Paulo e no Rio Grande do Sul.

No Nordeste, há muitas oportunidades na área de petróleo e gás, além dos postos de trabalho gerados pela indústria automotiva, por meio de fábricas recém-inauguradas na região.

7. Como é o dia a dia do engenheiro mecânico?

O dia a dia desse profissional envolve projetos, testes e análises, além do gerenciamento das equipes. Por exercer um cargo superior, ele deverá supervisionar os demais funcionários e fazer o controle de qualidade da produção.

Para poder exercer o seu papel com maestria, parte da rotina do engenheiro mecânico consiste na busca pela sua especialização no que diz respeito às tecnologias e softwares utilizados na área, assim como às matérias-primas. Além disso, é necessário que ele conheça a fundo os maquinários, para garantir o seu correto funcionamento.

Como vimos, não é à toa que o curso de Engenharia Mecânica é um dos mais procurados. Afinal, apesar de exigir um grande empenho do interessado — tanto durante a graduação como na hora exercer a profissão —, essa é uma carreira que oferece uma vasta área de atuação, com muitas possibilidades de trabalho e boa remuneração.

E então, conseguiu se decidir pelo curso de Engenharia Mecânica? Se ainda estiver em dúvida, baixe o nosso e-book com os 6 passos para acertar na escolha da profissão. Ele será de grande valia para você! Boa leitura!

[eBook] Guia Definitivo da Orientação Vocacional
Posts relacionados

7 thoughts on “Curso de engenharia mecânica: solucione suas 7 maiores dúvidas

  1. Quais cursos complementares é bom fazer para ter um currículo bom em engenharia mecânica ?

Deixe um comentário