Como a síndrome do impostor nos estudos pode me afetar?

3 minutos para ler

Já passou por momentos de grande ansiedade e insegurança? Teve dúvidas em relação à sua própria capacidade? Pois saiba que você pode sofrer da síndrome do impostor, um fenômeno que faz com que a pessoa se sinta constantemente como uma fraude, mesmo tendo se esforçado para alcançar o sucesso.

A síndrome do impostor nos estudos pode afetar diretamente não apenas o desempenho do aluno em exames e avaliações, como também a sua capacidade de aprendizado. Por isso, é importante conhecer esse transtorno para saber como manter o equilíbrio emocional e tratá-lo caso ele venha a ocorrer com você.

Pensando nisso, neste post, vamos explicar o que é a síndrome do impostor, como ela pode prejudicar os estudos e o que fazer para superá-la. Continue a leitura e confira!

O que é a síndrome do impostor?

A síndrome do impostor é um fenômeno associado ao perfeccionismo, mais até do que à falta de confiança. Basicamente, a pessoa se torna incapaz de reconhecer as suas realizações, atribuindo-as, muitas vezes, a fatores externos. 

Além disso, esses indivíduos apresentam dificuldades de aceitar elogios, pois acham que as suas conquistas foram ocasionadas por sorte ou casualidades.

Como ela pode prejudicar os estudos?

É comum encontrar a ocorrência da síndrome do impostor nos estudos, principalmente por conta da intensa cobrança por desempenho existente na vida acadêmica. O ritmo pesado das aulas, aliado a preocupações como entrevistas de estágio e mercado de trabalho, pode levar os alunos a acreditarem que eles não são dignos do êxito, por exemplo.

[Guia Prático] 6 Passos para acertar na escolha da profissão

Tudo isso faz com que o estudante tenha não apenas dificuldades de aprendizado, mas também acabe perdendo grandes oportunidades profissionais por se sabotar, enfraquecendo a sua autoestima e podendo levar a casos de depressão.

Como superar essa síndrome?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a síndrome do impostor, é preciso entender que ela pode ser tratada com algumas mudanças simples de comportamento. Por isso, se você se identificou com as situações descritas neste post, acompanhe, a seguir, algumas dicas para superar esse transtorno!

Reconheça os seus pontos fortes

Nada melhor do que descobrir os seus pontos fortes para fugir da síndrome do impostor nos estudos. Para isso, identifique quais são os seus talentos dominantes e veja como é possível complementá-los com outros conhecimentos e habilidades — como as soft skills.

Mude o seu pensamento

Buscar a perfeição, muitas vezes, acaba levando a um estado crônico de procrastinação. Por isso, procure mudar o seu pensamento para evitar cair em um ciclo de insegurança em relação às suas próprias capacidades, gerando a autossabotagem e a desqualificação dos seus feitos pessoais. 

Converse com um psicólogo

Se sentir que não consegue mudar a sua forma de pensar sobre as suas conquistas e capacidades, procure conversar com um psicólogo. Esse profissional poderá ajudar você a quebrar esse ciclo autodestrutivo e a aprender a viver de outra maneira.

Como vimos, a síndrome do impostor nos estudos é extremamente prejudicial para o desempenho acadêmico do aluno, assim como para a sua capacidade de aprendizado. Por isso, é fundamental saber como reconhecer esse transtorno para que ele possa ser tratado quanto antes, sem que prejudique o seu plano de carreira.

Se você gostou deste post, aproveite para compartilhá-lo com os seus amigos nas redes sociais. Dessa forma, eles também vão saber o que fazer se sofrerem de síndrome do impostor.

Posts relacionados

Deixe um comentário