Vale a pena ser jornalista? Entenda como está o mercado para essa área

7 minutos para ler

Você está terminando o Ensino Médio e quer trabalhar na área da comunicação, mas fica na dúvida se vale a pena ser jornalista? Saiba que esse receio é comum a muitos estudantes que desconhecem o leque de possibilidades para essa carreira.

Com o mundo cada vez mais digital, os segmentos de atuação do Jornalismo aumentaram. Assim, o profissional que se mantém atualizado, principalmente quanto às novas tecnologias, consegue trilhar um caminho de sucesso.

Quer entender melhor sobre o curso de Jornalismo, como anda o mercado profissional para essa profissão e as áreas da comunicação que estão em alta? Então, continue a leitura e veja também dicas de como crescer na carreira!

Como é o curso de Jornalismo?

Um dos pilares do Jornalismo é a comunicação. Por isso, no curso, os graduandos aprendem mais sobre normas da Língua Portuguesa, Interpretação, Redação, Linguagem Oral, entre outros. Além disso, jornalistas precisam ser pessoas dinâmicas e que buscam sempre conhecer sobre os mais diversos assuntos. Assim, outros exemplos de temas estudados no curso são:

  • Sociologia;
  • Teoria da Comunicação;
  • Fotojornalismo;
  • Ética e Legislação do Jornalismo;
  • Políticas Públicas em Comunicação.

Também fazem parte da grade curricular as técnicas para as diferentes mídias, como televisão, rádio, internet, jornal impresso etc. Portanto, ainda que para algumas funções da área não seja uma exigência ter a formação específica, o curso é muito importante para garantir uma boa atuação profissional e domínio das ferramentas.

Como podemos ver, é um ramo muito abrangente, que permite exercer funções em diversos setores. As opções de trabalho para jornalistas só crescem com o avanço das tecnologias, e a formação traz recursos essenciais para se destacar nesse meio.

Por que estudar Jornalismo?

Com a desobrigação do diploma específico para algumas funções na área da comunicação, algumas pessoas podem se questionar se vale a pena ser jornalista. No entanto, é importante avaliar quais vantagens esse curso pode oferecer para quem pretende construir uma carreira de sucesso.

Como vimos, o Jornalismo permite muitas possibilidades de atuação e tem um mercado aquecido. Além disso, se você pretende realizar um concurso público na área, precisará dessa graduação.

Ao longo da sua formação, terá diversas experiências essenciais para o trabalho e também construirá um network importante, que ajudará a encontrar as melhores oportunidades. Da mesma forma, as pessoas que pretendem atuar como formadoras de opinião precisam ter um embasamento sólido, que pode ser conquistado com o curso superior em Jornalismo.

Como está o mercado de trabalho para essa área?

A insegurança quanto ao mercado de trabalho no Jornalismo tem uma razão: o que se viu nos últimos tempos foi o fechamento de jornais e revistas impressos, o que causou a demissão de muitos profissionais.

Por outro lado, também vem acontecendo a expansão das mídias digitais, que abre um mundo de possibilidades para essa carreira. Sites, portais, blogs, redes sociais e outras plataformas ganharam destaque. E quem melhor que o jornalista para assumir a função de produzir os conteúdos e fazer o gerenciamento desses canais?

Apesar de nem sempre ser necessário ter a formação específica, os profissionais que enxergam as oportunidades se mantém atualizados quanto a esses novos meios e conseguem fazer carreira nessa área. O curso traz conhecimentos fundamentais para executar um bom trabalho na comunicação.

Quais áreas do Jornalismo estão mais em alta?

Ainda tem dúvidas se vale a pena ser jornalista? Então, confira as áreas que estão em alta e avalie com qual você mais se identifica.

Marketing de conteúdo

Cada vez mais, as pessoas usam a internet e sites como o Google para procurar informações, dicas, produtos e serviços. Nesse contexto, as empresas que enxergam longe utilizam estratégias para conquistar os primeiros lugares nessas buscas.

E é aí que entra o marketing de conteúdo, em que o jornalista se vale de técnicas específicas para desenvolver os textos do site e, assim, aproximar essas organizações de potenciais clientes. O profissional pode trabalhar diretamente para as empresas, em agências de comunicação ou como freelancer.

É uma área que só tende a crescer devido às possibilidades do mundo digital e à competitividade entre as empresas. Portanto, uma boa alternativa é desenvolver as habilidades para atuar nesse ramo.

Assessoria de imprensa

Na assessoria de imprensa, o jornalista faz a mediação entre os meios de comunicação e seu cliente (empresas, ONGs, personalidades), atuando como um porta-voz ao representar seus interesses frente ao público.

O objetivo é zelar pela imagem do cliente. Assim, o jornalista agenda entrevistas, produz conteúdos de divulgação e esclarecimento, entre outras atribuições. Atualmente, o assessor trabalha muito também nas redes sociais, produzindo conteúdos e interagindo com os seguidores.

Jornalismo esportivo

Quem quer se tornar jornalista para acompanhar esportes e cobrir grandes eventos pode se dar bem na carreira. O profissional pode trabalhar como repórter para veículos de comunicação ou fazer assessoria para clubes e atletas.

O Jornalismo esportivo é forte nas mídias tradicionais, mas vem ganhando mais espaço com os canais digitais, como portais, sites, blogs e redes sociais. É um setor que sempre conta com espectadores fiéis.

Comunicação institucional

A comunicação institucional, tanto no setor público, como no privado, tem forte atuação dos jornalistas, que trabalham diretamente para as organizações. Eles desenvolvem materiais, cobrem eventos, gerenciam redes sociais e sites, fazem o contato com a mídia, entre outras funções.

Quais são as dicas para quem quer crescer na carreira?

Se você sonha com esse curso, saiba que pode brilhar na carreira. É importante ler bastante sobre diferentes assuntos, estar antenado quanto às notícias nacionais e internacionais, acompanhar as tecnologias voltadas para a comunicação e fazer, desde a graduação, seu networking.

Também é importante desenvolver as habilidades do futuro. Assim, a dica é investir em uma instituição de ensino que proporcione experiências práticas e tecnológicas, além de aproveitar as oportunidades de projetos na universidade. É importante escolher em qual segmento pretende se especializar e focar nas atividades afins.

Como é o perfil do jornalista?

A dúvida sobre como é o perfil de um jornalista também é frequente. Como mencionamos, é importante que esses profissionais sejam pessoas dinâmicas e que busquem conhecimento sempre. Além das habilidades de comunicação, também é necessário conhecer algumas técnicas de uso das diferentes mídias.

Da mesma forma, é importante ressaltar que a responsabilidade e o compromisso com a informação são essenciais. Outras características que ajudam a ter sucesso profissional são: curiosidade, multidisciplinaridade, uso frequente das redes sociais, persistência e interesse em aprender outros idiomas.

Nesse sentido, é válido dizer que as características e habilidades para se destacar no Jornalismo podem ser desenvolvidas ao longo da formação. O mais importante é ter interesse em aprender e muito amor à profissão, o que já trará um ótimo desempenho na função.

Viu só como vale a pena ser jornalista? Para ter sucesso, é importante também escolher uma instituição de ensino superior de qualidade, com uma matriz curricular atualizada, principalmente quanto às novas mídias, e que conte com laboratórios para as práticas profissionais.

Gostou do nosso post? Então compartilhe-o nas redes sociais para que seus amigos também conheçam as perspectivas profissionais do Jornalismo!

Posts relacionados

Deixe um comentário